Em seu quinto ano, projeto social apresenta inovações

Com o objetivo de despertar o espírito solidário, a vivência da cidadania e a sedimentação de valores como o comprometimento e a responsabilidade, através da prática esportiva, o Colégio Notre Dame e a Congregação de Nossa Senhora retomam o Projeto Esporte Cidadão, com novidade. O programa – mantido pelas instituições, pois acreditam no esporte como fomentador da disciplina, da afetividade, da socialização e da construção de novas realidades – entra em seu quinto ano, com novo público-alvo e modalidade itinerante.

Se até o ano de 2011, os mais de 200 beneficiados pelo projeto social eram crianças e adolescentes de ambos os sexos, com idade entre 10 e 14 anos, que, quinzenalmente, aos sábados, eram acolhidos no Ginásio de Esportes do Colégio Notre Dame para participar de oficinas artísticas e esportivas, em 2012 o projeto atenderá somente crianças e adolescentes do sexo feminino, em duas modalidades distintas: fixa e itinerante.

O método fixo mantém os encontros quinzenais, entre as 14h e 17h de sábado, no Ginásio de Esportes do Colégio Notre Dame. Nele, cerca de 120 meninas, em situação de vulnerabilidade social, matriculadas nas escolas públicas parceiras – Escola Estadual Gomercindo dos Reis, Escola Estadual Monteiro Lobato, Escola Municipal Antonino Xavier, Escola Municipal Coronel Lolico e Escola Municipal Notre Dame – participam, desde 05 de maio, de oficinas de voleibol e dança. Além disso, terão acompanhamento psicológico e de assistente social. Estendido também às famílias, o acompanhamento objetiva perpetuar os valores cultivados no projeto, como explica a gestora da Assistência Social Notre Dame, Ir. Silvania Ioner. “A ação dos psicólogos e assistentes sociais irá atuar no combate à vulnerabilidade social, estendendo os valores fomentados no Esporte Cidadão também ao ambiente familiar e tornando-os referenciais para o desenvolvimentos destas jovens”, comenta.

Além de fomentar a prática esportiva, como formadora de valores, e estimular o cuidado com a saúde, o Esporte Cidadão viabiliza que seus atendidos conheçam e interajam com uma realidade diversa das suas, promovendo sonhos, afirma Gilberto Bellaver, coordenador do projeto. Contudo, a permanência no projeto, que além das oficinas oferece também transporte e alimentação para os beneficiados – nos dias em que são realizadas as atividades – tem como pré-requisitos a assiduidade, o bom rendimento escolar e disciplina, ao encontro da proposta de formar cidadãos comprometidos com a sociedade.

O grande diferencial deste quinto ano de projeto, porém, é o Esporte Cidadão Itinerante. Nele, toda a infraestrutura para a prática da oficina de voleibol será levada à Escola Estadual Protásio Alves e à Escola Estadual Monte Castelo. Durante as três oficinas semanais, duas no Protásio Alves – utilizando como ambiente de treino a Praça Tochetto – e uma no Monte Castelo, pretende-se atender outras 120 meninas, da mesma faixa etária. As oficinas terão 90 minutos de duração e serão realizadas na terça-feira, entre as 16h e as 17h30min, na escola Monte Castelo, e na quinta-feira, das 10h às 11h 30min e das 15h às 16h30min, na Protásio Alves. Nesta modalidade, o grande objetivo é incluir a prática e os valores do esporte no cotidiano das escolas, através da divulgação do voleibol.

A escolha por uma única oficina esportiva e por atender somente o público feminino, explica Giba, está na possibilidade de se descobrir e agregar talentos ao Projeto Sacada Inteligente e à Associação Esportiva e Recreativa Voleibol Passo Fundo, que mantém as equipes infantil, infanto-juvenil e adulta em competições de nível estadual. “A partir de 2012, o Projeto Esporte Cidadão integra um tripé – junto com o Sacada Inteligente e a A.E.R. Passo Fundo – que visa fortalecer o voleibol de alto rendimento em Passo Fundo. Por isso, o foco é no público feminino, mais interessado neste esporte”, comenta o coordenador, lembrando que a Assistência Social Notre Dame mantém um outro programa de assistência direcionado somente a adolescentes do sexo masculino: o Programa Bombeiro Mirim – em parceria com a Prefeitura Municipal (através da Secretaria de Cidadania e Assistência Social) e o Corpo de Bombeiros.

Uma ideia sobre “Em seu quinto ano, projeto social apresenta inovações

  1. Fico muito feliz por ver a ND fazendo outras associações ,com outras escolas no esporte.Estas meninas devem estar muito felizes,por estarem sendo escolhidas para poderem participar do volei e dança no Notre Dame.Eu digo isto com orgulho,pois minha neta é muito feliz desde que ganhou a bolsa neste Colégio,era do estadual,e só nós sabemos o quanto isto significou na vida dela,.faz jazz desde o ano passado .Parabéns a meninas e principalmente a vocês.Obrigada Olivia Guerra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>